Academia Fitness Nutrição Saúde

Exercícios multiarticulares: o que são e como adaptar ao treino

Além de fortalecer, exercícios multiarticulares auxiliam no emagrecimento. Saiba como incluir no seu treino

Por: Maria Cecília Arra14/09/2016

treino exercícios multiarticulares

Você já ouviu falar em exercícios multiarticulares? Se você faz atividade física regularmente e conta com a ajuda de um profissional, é bem provável que você já pratique.

Não é difícil supor que exercício multiarticular é aquele que envolve mais de uma articulação e grupo muscular. E é justamente aí que mora sua importância: “Eles são mais completos”, comenta Thiago Moreira, gerente de Departamento Técnico da Smart Fit. “Esse tipo de estímulo deve compor a base de um programa de treinamento porque permite o aumento da carga, aprimorando força e o ganho de massa muscular”. 

Para exemplificar, imagine um agachamento: os pés ficam paralelos, na distância dos quadris. Você flexiona os joelhos, jogando o bumbum para trás, como se sentasse em uma cadeira, e retorna à posição inicial. Pois bem, nesse exercício aparentemente simples, articulações do quadril e do joelho são acionadas para fazer o movimento de extensão e flexão, respectivamente. Agachar proporciona mais equilíbrio quando o corpo está em movimento – um benefício e tanto para você viver melhor. 

Exercícios multiarticulares fortalecem o core

Cargas maiores em exercícios multiarticulares exigem estabilização. Nessa hora, é preciso acionar o core: “Mantendo o abdômen contraído durante a execução, protegemos coluna e articulações. Isso vale para o treino e também para os movimentos multiarticulares do dia a dia”, explica a fisioterapeuta Patrícia Unger (SP). 

Usando o exemplo anterior, quando você treina agachamento, mantém a coluna em posição neutra, contraindo os músculos e fortalecendo a região do core. O mesmo vale para a remada ou para o levantamento terra, outros dois exemplos de exercícios multiarticulares

Exercícios multiarticulares: flexibilidade e capacidade aeróbia

Um treino de musculação, na essência, busca desenvolver força e resistência. Porém, flexibilidade e capacidade aeróbia também integram essa lista. Os exercícios multiarticulares são fundamentais para distribuir o trabalho muscular intenso em mais de uma articulação, já que pedem padrões dinâmicos que necessitam transferência de forças. 

Exercícios multiarticulares e perda de peso

Os exercícios multiarticulares também ajudam na perda de peso porque ativam o metabolismo por mais tempo. “Quando trabalhamos diferentes músculos de uma vez, aumentamos o gasto calórico, facilitando a perda de gordura durante a atividade”, explica Patrícia Unger. Thiago Moreira menciona outro ponto: após o treino, seu corpo continua trabalhando e queimando calorias. “Esses exercícios ativam o metabolismo por mais tempo”. 

Quer ler mais conteúdos como este?

7 dicas para melhorar o resultado do treino
Como definir o abdômen
Treino de membros superiores para mulheres

Escolha um exercício multiarticular e inclua ao treino

Antes correr para a academia, procure ajuda profissional. “Por serem em sua maioria movimentos mais complexos, é essencial a supervisão de uma pessoa qualificada, para observar a postura e a posição correta das articulações”, recomenda Thiago Moreira. 

Veja alguns exemplos de exercícios multiarticulares e como fazê-los corretamente:

Agachamento

exercícios multiarticulares _ agachamento
Foto: Shutterstock

Com os pés paralelos, na distância dos quadris, flexione os joelhos, jogando o bumbum para trás, como se sentasse em uma cadeira, e retorne à posição inicial. Mantenha o abdômen contraído.

Agachamento no smith

agachamento no smith
Foto: Shutterstock

Peça ajuda a um profissional de educação física para ajustar a barra em uma altura e com carga condizentes. Posicione a barra nos ombros. As pontas dos pés ficam ligeiramente apontadas para fora. Mantenha a cabeça erguida, as costas retas e o abdômen contraído. Agache e volte para a posição inicial. 

Supino

supino _ exercícios multiarticulares
Foto: Shutterstock

Deite-se com a coluna reta. Ao posicionar as mãos no apoio do aparelho, deixe-as levemente mais baixas que a altura do seu peitoral. Mantenha os cotovelos afastados para o lado de fora e, em seguida, empurre o apoio para frente e estenda os braços.

+ Variações de supino, quando e como fazer cada uma delas

Levantamento terra

levatamento terra
Foto: Shutterstock

Posicione os pés na largura dos quadris, flexione os joelhos e abaixe para pegar a barra. Levante segurando a barra. Atenção à coluna: não force para trás – vale pedir a supervisão de um profissional. Flexione os joelhos novamente para abaixar e soltar a barra.

Flexão de braço

flexão de braço exercícios multiarticulares
Foto: Shutterstock

Deite-se sobre a barriga, colocando as mãos na altura dos ombros, mas um pouco mais aberto. Levante o corpo, esticando os braços e mantendo o corpo sempre firme. Dobre os braços, como se fosse voltar à posição inicial. Atente-se para não curvar o tronco para trás.

Remada no aparelho

remada fechada máquina smart fit
Foto: Divulgação Smart Fit

Sente-se, apoie os pés e segure o remo. Empurre o banco mantendo os braços esticados. Puxe os braços e os ombros para trás. Volte para a posição inicial. Lembre-se de manter a coluna ereta e o abdômen contraído.

Este site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Consulte nossa política de privacidade.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close