Academia Fitness Nutrição Saúde

6 dicas de ouro para começar a se exercitar

Xô, preguiça! Especialistas contam o que é preciso para dar início (e manter) uma rotina de exercícios de maneira prática e consistente

Por: Ketlyn Araujo18/02/2021

Como começar a se exercitar?

Fazer exercícios, todo mundo sabe, só traz benefícios, tanto no aspecto físico quanto no psicológico – o ato de se exercitar provoca a liberação das endorfinas, hormônios responsáveis pelas sensações de recompensa e bem-estar. Além disso, mexer o corpo regularmente contribui para uma melhora na imunidade e no condicionamento físico, dá ânimo para que você realize as demais tarefas do dia a dia, queima calorias e, quando aliado a uma alimentação saudável, é capaz de prevenir diversas doenças. Uau!

O complicado é… colocar em prática. Seja por pura preguiça, falta de motivação, rotina atribulada ou a falsa ilusão de que não é possível equilibrar atividade física e outras obrigações, a dificuldade para dar o primeiro passo é realidade para a maioria das pessoas. E tudo bem! Que tal batermos um papo sobre como começar a se exercitar?

Com auxílio dos especialistas Gisele Santos, profissional de Educação Física do Smart Fit Coach (consultoria online com personal trainer da Smart Fit), e Ricardo Aguas, fisiologista, trazemos 6 dicas de ouro para você deixar a vida inativa para trás, de uma vez por todas.

1. Comece conhecendo seu corpo

Para a professora do Smart Fit Coach, Gisele Santos, é válido dar o pontapé inicial na jornada de uma vida ativa com uma avaliação física. Um profissional habilitado pode ajudar você a entender sobre sua composição corporal (que revela a porcentagem de gordura e de músculos no corpo) e, posteriormente, acompanhar sua evolução. A avaliação física auxilia, ainda, na hora de montar um treino personalizado, seguro e que atenda suas metas.

2. Procure um exercício que, de fato, te dê prazer

Tenha em mente que não existe exercício físico considerado certo, errado, mais ou menos recomendado. Os especialistas concordam ao dizer que o mais importante é começar com uma atividade física que você goste, que te dê prazer, e que esteja de acordo com os seus objetivos.

Para isso, é necessário experimentar: se você quer músculos fortes e aparentes, pode tentar um treino de musculação para hipertrofia (leia também: O que fazer para ganhar massa muscular?); se deseja emagrecer, uma sessão de aeróbicos (como dança, corrida na esteira ou transport). Segundo o fisiologista Ricardo Aguas, fica mais fácil para definir uma rotina e passar a segui-la.

3. Respeite as suas limitações

Ok, você já definiu qual atividade física que mais se encaixa com o seu perfil e com os seus objetivos (e já experimentou diferentes tipos de exercício até achar o que mais gosta). Agora, é crucial reconhecer e respeitar as limitações do seu corpo. Ou seja: siga, sempre, todas as orientações do professor e fique atento (a) aos sinais que seu corpo dá, como dores e desconfortos.

No início, não abuse das cargas, e foque primeiro em aprender sobre as técnicas dos movimentos e respeitar as pausas entre séries, o que evita possíveis lesões. Assim, o corpo se adapta naturalmente aos novos estímulos.

4. Seja realista

Gisele recomenda que, para ter sucesso ao começar a se exercitar e, assim, continuar com a prática de exercícios físicos, é importante definir metas alcançáveis.

Só não espere que a experiência daquela amiga que emagreceu valha para você por tabela. “Não é para se basear em resultados de outras pessoas. Você deve ser sua própria régua”, fala a especialista.

Faça, então, uma autoavaliação. Pense sobre as mudanças no seu estilo de vida que te levaram até onde você está agora.

“Independentemente do seu objetivo, seja ele emagrecimento, hipertrofia ou condicionamento físico, você deve ter ciência de que tudo é um processo. Portanto, não queira resultados milagrosos em um mês, persista”.

5. Recorra à tecnologia

A tecnologia uma aliada para te ajudar a driblar a tentação de ficar largado (a) no sofá. Vale investir em roupas e calçados especialmente desenvolvidos para a prática de exercícios físicos, ou em aplicativos e dispositivos que motivem e monitorem o progresso.

Em apps de música, por exemplo, você encontra playlists montadas para te acompanhar em diferentes atividades. Já os aplicativos de saúde e fitness fornecem aulas virtuais e lembretes para que você não se esqueça de se exercitar.

6. Mantenha uma alimentação saudável

Para ter efeito, a prática de exercícios físicos deve vir acompanhada por hábitos de vida saudáveis também na alimentação. Consultar um nutricionista (você conhece o Smart Fit Nutri?) é uma ótima pedida: ele irá elaborar um plano de rotina alimentar capaz de te dar a energia diária necessária para enfrentar os treinos e se recuperar durante o descanso.

Gostou das dicas? Então, continue por aqui 🙂

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close