Smart Fit News
Smart Fit News » Nutrição » Pastel assado fitness

Pastel assado fitness

Pastel é uma delicia e isso ninguém pode negar! Imagina poder consumi-lo sem culpa na sua dieta. Essa receita é ótima, baixa em calorias e rica em nutrientes.

Por: Redação16/06/2022Tempo de leitura: 4 mins

Conheça o app de nutrição da Smart Fit

Como incluir o pastel fitness na dieta?

Pastel fitness

5 from 1 vote
Recipe by Caroline Course: lanche, ceiaCuisine: sem culpaDifficulty: médio
Porções

5

porções
Tempo de preparação

30

minutes
Tempo de cozimento

30

minutes
Calorias

143

kcal

Pastel é uma delicia e isso ninguém pode negar!
Imagina poder consumi-lo sem culpa na dieta? Essa receita é ótima, baixa em calorias e rica em nutrientes.

Ingredients

  • Massa
  • 1 xícara de chá de inhame cozido para a base do pastel

  • 1 pitada de cúrcuma

  • 1 unidade de gema de ovo

  • 1 colher de sopa de farinha de linhaça

  • 1 colher de sopa de azeite

  • ½ xícara de chá de farinha de aveia

  • gergelim

  • Recheio
  • ½ xícara de chá de frango cozido e desfiado

  • ½ unidade de tomate picado

  • Orégano á gosto

  • Paprica á gosto

Directions

  • Em um bowl misture todos os ingredientes da massa, vá adicionando a farinha de aveia aos poucos.
  • Amasse bem até começar a desgrudar das mãos.
  • Misture o frango, tomate, orégano e acerte o sal e o azeite.
  • Com a massa faça bolinhas e vá abrindo em forma de disco.
  • Coloque o recheio.
  • Feche as laterais.
  • Coloque em uma assadeira untada e pincele um pouco de gema e salpique gergelim.
  • Leve ao forno pré aquecido a 190° por 20 minutos até ficarem dourados.

Recipe Video

O velho e tradicional pastel por mais que seja gostoso e irresistível, não é tão indicado consumi-lo quando estamos em dieta pelo valor calórico.

Mas essa receita é uma alternativa para consumir sem culpa. Além disso, é super saborosa e não tem tantas calorias.

O pastel assado pode ser consumido como lanche ou até mesmo um jantar diferente com acompanhamento de uma salada.

Por conter proteínas vão ajudar na saciedade, além dos benefícios antioxidantes dos temperos naturais usados na receita.

Ingrediente base do pastel: conhecendo o inhame

O inhame é da família dos tubérculos, a mesma da batata e da mandioca. É rico em carboidratos de médio índice glicêmico, um tipo de carboidrato que aumenta os níveis de açúcar no sangue gradativamente.

Apesar de não ser bonito, o inhame compensa nos nutrientes para o organismo. O tubérculo fornece bastante energia e cada 100g contém cerca de 97 calorias.

É composto principalmente de carboidratos complexos e fibras solúveis. É uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, como vitamina B6, vitamina B1, riboflavina, ácido fólico e niacina.

Ele também contém uma boa quantidade de antioxidantes e vitamina C. Já em relação aos minerais, o inhame possui cobre, potássio, ferro, magnésio, cálcio e fósforo.

Por ser fonte de carboidratos, o seu consumo deve ser moderado. As quantidades adequadas devem ser de acordo com as suas necessidades.

A forma do consumo pode variar bastante — preparado cozido, assado, na forma de purês, sopas e até em sucos.

Para ter o aproveitamento total dos nutrientes, na hora do cozimento, opte pelo alimento com casca e inteiro no vapor ou pressão.

Depois de cozido, o inhame pode ser usado como ingredientes de receitas de sopas, carnes, bolos e tortas.

E os, benefícios do inhame?

O inhame como podemos ver é super versátil, mas também possui inúmeros benefícios para o nosso organismo, como:

  • Melhora o funcionamento do organismo e controla o nível de açúcar no sangue, por ser rico em fibras;
  • Fornece energia por ser um alimento, fonte de carboidrato, que mantêm um aporte de energia para o treino;
  • Possui diosgenina, que é uma substância que ajuda no controle dos hormônios femininos e alivia os sintomas da menopausa e da TPM;
  • Atua no controle da pressão e do colesterol ruim, ajudando a prevenir doenças cardiovasculares;
  • Pode ser um grande aliado no emagrecimento, pois aumenta a sensação de saciedade e manda a fome para longe.

Contraindicações do consumo do inhame

O inhame não pode ser ingerido cru, porque apresenta substâncias tóxicas. Por isso, é preciso lavar e cozinhá-lo até ficar macio para consumir.

É contraindicado para as gestantes ou lactantes, pois ainda não se sabe ao certo como o inhame interfere nos hormônios femininos.

Podem aparecer casos específicos de pessoas que já apresentaram alergia ao alimento e sentiram coceiras e formigamentos.

Além disso, para pacientes com doença renal avançada, por conter uma alta quantidade de potássio, é importante procurar orientação médica antes do consumo para evitar complicações.

Quais os benefícios do tomate para saúde?

O tomate é rico em licopeno, um carotenoide que é um potente antioxidante capaz de proteger as células do nosso organismo contra os efeitos nocivos do excesso de radicais livres.

Ele é rico em antioxidantes, como o licopeno, e também em vitaminas, como A, E e C, as do complexo B, potássio e magnésio.

O tomate é um alimento bastante versátil, já que pode ser consumido em diversas receitas doces e salgadas.

Vai bem em saladas, tortas, sucos, geleias e molhos. Para quem está buscando o emagrecimento, o tomate é um ótimo aliado, pois possui baixa caloria.

Além disso, o licopeno, por ser um pigmento lipossolúvel, tem maior absorção quando consumido junto com gordura.

E sua eficácia aumenta após o cozimento. Por isso, experimente incluí-lo em receitas de pratos quentes.

Devido ao tomate possuir diversas variedades, devemos ficar atentos na hora de escolher qual tomate comprar, levando em consideração o objetivo de uso. Confira:

  • Caqui (longa-vida ou convencional): consumo in natura;
  • Santa Cruz/Santa Clara/Débora: consumo in natura e molhos caseiros;
  • Italiano/saladette: consumo in natura, molhos caseiros e tomate seco;
  • Mesa rasteiro e tomate industrial: consumo in natura, molhos caseiros, extratos, ketchup;
  • Cereja e grape: consumo in natura.

O tomate ainda ajuda na recuperação muscular, graças à presença do licopeno, que ajuda a evitar e combater inflamações, tanto nos músculos quanto nos órgãos.

Um excelente pós treino!

Por isso, busque incluí-lo no pós-treino, pois o processo de recuperação após o exercício se torna mais rápido, melhorando a resistência e, consequentemente, o desempenho.

Além disso, o tomate também ajuda na circulação de oxigênio no sangue, o que irá contribuir para melhores resultados no seu objetivo.

O orégano é uma planta aromática muito utilizada para temperar os alimentos, principalmente pizzas, macarrão, saladas, peixes, carnes e molhos.

O orégano também tem benefícios?

Pode ser consumido através do uso das folhas frescas ou desidratadas, e é facilmente cultivado em pequenos jarros em casa.

Possui propriedades antioxidantes, anti-microbianas, anti-inflamatórias e anti-cancerígena. Dessa forma, pode ser utilizada para combater fungos, vírus e bactérias, prevenir o desenvolvimento de algumas doenças crônicas e favorecer a perda de peso.

Dica!

Já conhece o Smart Fit Nutri? Um aplicativo de nutrição pronto para te ajudar com a sua alimentação a qualquer momento.

O melhor de tudo isso é que o aplicativo pode ser usado mesmo por quem ainda não é aluno da Smart Fit, sendo possível fazer consulta nutricional e a medição de bioimpedância.

Baixe agora e agende uma consulta!

QUERO AUMENTAR MASSA MUSCULAR
TAGS:

Siga a Smart no insta

Instagram @smartfit
Instagram @smartfit
Instagram @smartfit
Instagram @smartfit

Este site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Consulte nossa política de privacidade.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close