Smart Fit News
Academia Fitness Nutrição Saúde
Smartfit News » Academia » “Na Smart Fit, tive a oportunidade de me desenvolver em uma grande empresa”

“Na Smart Fit, tive a oportunidade de me desenvolver em uma grande empresa”

Depois de uma tentativa frustrada na gerência do negócio próprio, Graziela Rodrigues não teve medo de recomeçar

Por: Redação09/06/2021

Graziela Rodrigues, 37, é líder-sênior da Smart Fit na praça Curitiba. Mas, para chegar lá, enfrentou alguns percalços – como o encerramento das atividades da academia onde era sócia. Abaixo, ela conta como se reinventou na profissão e agarrou as chances de crescimento que apareceram no caminho.

Minha academia

“Sou gaúcha de Viamão, uma cidadezinha próxima a Porto Alegre. Sempre gostei de esportes e musculação, praticava vôlei, dança… já me aventurei pela educação física de diversos jeitos. Me formei em 2010 e já trabalhava na área.

Foi nessa época que, eu e mais dois sócios, resolvemos criar um projeto: uma academia com atendimento excelente e diferenciais bastante atrativos. Conseguimos tirar o plano do papel em 2014 e inauguramos nossa pequena sala em Porto Alegre. Mas as coisas não deram tão certo – não retínhamos os alunos, havia competidores no entorno… mesmo assim, levamos nosso negócio por três anos.

Um ou dois meses antes de fecharmos as portas definitivamente, minha mãe foi diagnosticada com um tipo de câncer bem agressivo. A operação correu bem, um alívio. Mas, pra mim, a carga estava pesada: problemas de saúde na família e a nossa academia indo ladeira abaixo. Investi as economias de uma vida nesse projeto e, no fim, fiquei desempregada.

O (re)começo na Smart Fit

Em julho de 2017, deixei meu currículo na Smart Fit Menino Deus e em questão de dias, fui chamada para ocupar uma vaga de professora de musculação. Quem me deu a ideia de visitar a Smart, aliás, foi um tio, que treinava por lá. Eu não conhecia ninguém da equipe, achei que seria difícil me contratarem. Eu precisava tanto de um trabalho e deixei isso bem claro! Lembro que na entrevista me perguntaram como seria encarar esse ‘downgrade’ na carreira, uma vez que eu já havia sido dona da minha própria academia. Respondi que não era nenhuma vergonha. Sempre amei ensinar e, mesmo na gerência, mantinha minhas aulas. Reforcei que aquela era uma oportunidade para eu me desenvolver em uma grande empresa, algo que você não consegue em qualquer lugar.

Trabalhei na sala de musculação por 8 meses. Foi recompensador: ajudei a turbinar nossa pesquisa de satisfação em uma unidade relativamente pequena. E essa contribuição foi bem vista – tanto que fui indicada para participar da Escola de Líderes, uma espécie de treinamento para potenciais gerentes da marca. Durante 2 meses, aprendemos sobre processos, ferramentas e gestão. Não é garantia de promoção, mas estar entre os selecionados para receber esse conhecimento já é uma vitória, ainda mais com pouco tempo na empresa. Éramos avaliados por meio de dinâmicas, provas, apresentações e até trabalho de conclusão de curso.

Agora, na liderança

Fui promovida poucos dias depois para líder stand-by: não tinha unidade, nem equipe, mas auxiliava todas as outras, seja aprimorando o trabalho, ou cobrindo eventuais férias de colegas.

A Smart Fit iria inaugurar uma nova academia, a Bourbon Shopping Assis Brasil, também em Porto Alegre, e precisavam de um líder. Apostaram em mim! Era exatamente o que eu queria. Fui montando meu time enquanto cobria a licença-maternidade de uma colega em outra unidade. Foi uma loucura! Digo com satisfação que batemos todas as metas. Por conta desse cenário positivo, fui chamada para comandar a loja Menino Deus – a mesma onde entreguei meu currículo e comecei como professora. Topei, claro! O início foi difícil, mas engrenou: fizemos diversas ações que repercutiram em nossos resultados, um sucesso!

Intercâmbio na Colômbia

Ano passado, abriram vagas de uma seletiva para intercâmbio: a empresa iria enviar alguns líderes de destaque para a Colômbia, com o objetivo de passar expertise no trato com o cliente e no funcionamento da operação. Fui escolhida e embarquei rumo a Medelín, cheia de felicidade. Certamente, uma das melhores experiências que tive na Smart até hoje! Por lá, fizemos treinamentos de equipes, melhoramos fluxos. E aí veio a pandemia e tivemos de antecipar o retorno ao Brasil.

Chegando em Porto Alegre, com o fechamento total de academias, aproveitei para fazer cursos e estudar. Em novembro, fui convidada para liderar uma nova unidade em Curitiba e aceitei! Me mudei e estamos desenvolvendo um trabalho incrível. Confesso que morro de saudade dos meus pais, mas eles me apoiam muito! Hoje, sou líder-sênior da praça Curitiba. Tento fazer o meu melhor todos os dias e só tenho a agradecer à Smart, que me proporciona isso. Sou de uma família muito humilde, sabe? O lugar que ocupo hoje veio com muito trabalho e me enche de orgulho.”

Gostou? Então continue por aqui 🙂

  • Ela é musa das passistas de uma escola de samba, influenciadora digital e professora de ginástica da Smart Fit. Conheça Bruna Santana!
  • Lorena de Lima Arcanjo foi aluna e trabalhou no balcão de atendimento. Depois de uma passagem pelo escritório, foi colocar o que aprendeu na prática como líder de unidade em Brasília.
  • Wagner Ferreira começou como professor de musculação e hoje gerencia os produtos digitais da Smart Fit.

Este site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Consulte nossa política de privacidade.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close